segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

12 Inspirações para usar Rose Quartz

Oi pessoal, hoje é o meu último post estando de férias da universidade, e ao invés de ficar chorando as pitangas por conta dos inúmeros trabalhos que terei que fazer e do meu temido TFG que terei que apresentar, resolvi vir escrever aqui no blog porque sempre sinto-me feliz em fazer isso (é quase uma terapia que eu não abro mão). E o assunto de hoje é, como vocês puderam ver no título do post, sobre moda. Especificamente sobre um dos tons que mais vem chamando a minha atenção tanto na decoração quanto no vestuário. O Rose Quartz é aquele famoso tom de rosa mais claro, às vezes puxado para o rosa queimado, que vem tomando conta de várias peças de roupas nos últimos tempos. A quantidade de vestimentas nessa tonalidade que vi nas mais variadas lojas instigou-me a procurar doze inspirações de looks onde a peça principal era nesse tom super bonito e elegante, mas que pode ser facilmente combinado em um look mais esportivo.
Os três primeiros looks de inspiração resumem bem o estilo do meu guarda-roupa e das peças que gosto de usar. Mesmo que as saias não estejam tão presentes, eu não poderia deixar de fora uma inspiração de um look romântico sem deixar de ser moderno. A saia midi é aquela peça que, na minha opinião, toda mulher deveria ter. Assim como o colete e o vestido sem cintura marcada, que são a cara de um look mais moderno e despojado.
O Rose Quartz combina com quase todos as peças das mais variadas tonalidades, seja marrom, cinza ou branco, mas sem dúvida ele se sobressai ainda mais quando combinado com vestimentas jeans ou na cor preto. Pra fugir daquele possível "ar infantil", as peças em alfaiataria e com acabamento metalizado são uma boa pedida.
Eu sempre digo que apostar em peças coringas é uma boa saída quando você quer usar uma cor que não está tão acostumada. Apesar do short ser uma peça bem presente em quase todos os guarda-roupas, ele pode sim ser uma peça coringa para compor um look na linha entre o causal e o elegante. Outra peça coringa são os coletes que ajudam a compor um visual moderno da mulher do Século XXI.
Apesar de ter sido febre em 2016, acredito que ainda veremos muito do Rose Quartz tanto na moda quanto na decoração, visto que ele é um tom versátil e que caiu no gosto de muitas pessoas que buscam um visual romântico sem deixar de ser contemporâneo e elegante.

Espero que tenham gostado do post. E me contem nos comentários quais das inspirações vocês usariam e qual delas vocês não apostariam. Beijos e até o próximo post.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Como ter uma decoração minimalista sem gastar muito.

Oi pessoal, hoje o post é sobre decoração, especificamente sobre um estilo de decoração que eu gosto muito, mas que pode ser considerado sem personalidade demais por outras pessoas. O estilo minimalista sempre esteve presente, principalmente na decoração europeia, mas foi nos últimos meses que ele tornou-se o queridinho de muitas pessoas aqui no Brasil justamente por ser um estilo mais clean, onde os objetos e mobiliário são os protagonistas principais. Por conta disso reuni algumas dicas bem básicas de como ter uma decoração minimalista sem gastar muito, porque sei que muitas decorações que vemos por aí não costumam ter um preço tão acessível e não é sempre que podemos ficar gastando com detalhes de decoração, não é mesmo?
Fonte: Pinterest
1. Poster minimalista: Se você é usuária do Pinterest já deve ter visto algum ambiente onde os posteres minimalistas chamavam a atenção e davam aquele diferencial minimalista que tanto amamos. Escolher uma imagem que esteja em boa qualidade e imprimi-la em um impressões a laser é uma boa dica (é o tipo de impressão que uma das papelarias em frente à minha universidade utiliza e cujo resultado é o melhor). Para não gastar muito eu geralmente os colo com fita crepe, já que ela saí facil e não estraga a pintura da parede.
Fonte: Pinterest
2. Plantas: Pode até parecer estranho para algumas pessoas, mas colocar ao menos um vaso com alguma planta no seu ambiente pode muda-lo completamente. É importante lembrar que ao optar por ter uma plantinha dentro de casa ou apartamento, o ideal é saber se a espécie se adapta bem à pouco sol, nesse caso os cactos são boas opções. Caso você seja, como a pessoa que vos escreve, bem desastrada até para cuidar de uma planta, o ideal é comprar aquelas plantas falsas e usá-las na decoração de qualquer ambiente.
Fonte: Pinterest
3. Parede Estampada: Ter uma "parede estampada" pode parecer, a princípio, algo complicado e que você gastará muito. No entanto, em muitos Do It Yourself que existem no youtube você vai ver que os detalhes em poás, cruzes e o que mais vier à cabeça, podem ser feitos com fita isolante e até mesmo com cartolina preta. É diferente e bem prático, o importante quando opta-se por esse tipo de decoração é saber o desenho que você quer e os lugares que irá cola-los. De resto basta usar a criatividade e ser feliz.
Fonte: Pinterest
4. Prateleiras: É um fato comprovado que prateleiras ajudam a mudar qualquer ambiente, deixando-os muito mais bonitos quando estão recheadas de livros, plantas ou porta-retratos. Em lojas de decoração vocês podem encontrar os mais variados modelos com as mais variadas cores. Geralmente as mais simples e sem um tratamento de pintura costumam ser as mais baratas (no caso as que tenho em meu quarto foram bem baratinhas).
É importante ressaltar que na decoração minimalista menos é mais, então é sempre válido apostar em tons neutros seja nas paredes ou nos móveis que vão compor seu ambiente, seja ele a sala de estar ou até mesmo a cozinha.

Espero que tenham gostado das dicas, e caso já tenham tentando a dica da fita isolante na parede me contem como ficou. Ou caso não tenham feito me contem se apostariam nesse estilo de decoração. Beijos e até o próximo post.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Vale a pena assistir: Medianeras: Buenos Aires na Era do Amor Virtual

Fonte: Pinterest
Oi pessoal, já tem um certo tempo que não compartilho com vocês os filmes que andei assistindo e que chamaram a minha atenção. E não foi por falta de vontade, foi mais pelo fato de estar organizando minha agenda porque, como comentei no vídeo de 25 FATOS SOBRE MIM, esse ano começo meus últimos semestres no curso de arquitetura e como é de praxe em todos os cursos, nós temos que fazer o famigerado Trabalho de Conclusão de Curso (na minha universidade é chamado de TFG), e por conta disso acabei atrasando alguns posts, mas nada que não possa ser remodelado em forma de vídeo para o canal. Mas o importante é que o filme em questão e palavra-chave para o título desse post deveria ser indicado à vocês, não apenas por ser lindo, mas também porque ele faz parte do meu estudo para o famoso e temido TCC.
Medianeras é um filme argentino, dirigido por Gustavo Taretto e que estreou no Brasil em 02 de Setembro de 2011. Tem como temática principal não apenas a história de Martin e Mariana, duas pessoas comuns com os problemas da era moderna que tentam a todo custo libertar-se das amarras que a tecnologia e a arquitetura da cidade de Buenos Aires produzem para aqueles que vivem sozinhos, mas também mostrar de uma forma singela e delicada as faces que a depressão, a fobia e a arquitetura tem para cada uma das pessoas.
Logo ao início do filme somos apresentados à um monólogo que faz o coração de qualquer estudante de arquitetura bater mais forte, não apenas por evidenciar as singelas diferenças existentes na cidade em que o filme ocorre, mas também por deixar claro tudo o que ela representa. Confesso que perceber a preocupação do diretor em mostrar cada lado da arquitetura argentina fez com que o monólogo principal tivesse um peso à mais para o resultado final e engrandecesse a narrativa. Em cada take vamos acompanhando o caos urbanos e o crescimento desordenado, ao mesmo tempo que percebemos que os moradores, muitas vezes sem outra alternativa, acabam isolando-se em suas "caixas de sapatos". Percebe-se claramente que a história poderia muito bem estar sendo narrada em qualquer cidade, como São Paulo por exemplo.
Mas o que é importante deixar claro é que Medianeras não é apenas um filme sobre a solidão humana e o quanto a arquitetura e a tecnologia podem influenciar nisso. Medianeras é acima de tudo uma história de amor bem comum, que consegue fugir daquele famoso clichê sem se tornar chato ou arrastado demais. Mariana e Martín, apesar de morarem no mesmo quarteirão nunca se conheceram. Nem mesmo quando, por coincidência, tinham seus caminhos cruzados. E ao longo do filme, enquanto vamos conhecendo mais sobre os dois protagonistas, percebemos que os mesmos tem mais coisas em comum do que imaginávamos. E torcemos, incansavelmente, para que eles enfim se conheçam. Principalmente quando os dois, ao som de True Love Will Find You In The End do Daniel Johnston, protagonizam uma das cenas mais delicadas e lindas que eu já vi durante todos esses meus vinte e dois anos. 
Eu poderia escrever mil e um motivos que fizesse com que vocês sentissem a mais pura curiosidade em conferir o longa em questão, mas escolho apenas expressar, novamente, o quão singela e delicada a história é apresentada, de tal forma que ao terminar o filme estamos com um sorriso no rosto e uma boa sensação de que assistimos uma linda narrativa.

Espero que tenham gostado da indicação. Caso já tenham assistido ao filme, me contem o que acharam. Beijos e até o próximo post!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Vlog #6 - 25 Fatos sobre mim

Oi pessoal, como metas estão aí para serem cumpridas ei que trago mais um vídeo para o canal e confesso que esse foi bem divertido de gravar, pelo simples motivos de me fazer perceber que eu tenho muitas manias que acompanham-me desde a infância, afinal de contas lembrar vinte e cinco serve justamente para isso, não é mesmo? O vídeo de hoje, apesar de não ser aquele "vlog mais diferente", foi feito justamente porque o canal está bem no comecinho, além de que com ele vocês podem conhecer mais da pessoa que vos escreve. 
Espero que tenham gostado do vídeo. Caso tenham vídeos assim não esqueçam de compartilhar o link nos comentários, para eu poder assistir, e caso não tenham me contem se temos fatos em comum. Beijos e até o próximo vídeo.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Vale a pena ouvir: Bts

Oi pessoal, já tem um tempo que não faço um post com indicação musical, não é? Talvez de todas as artes que esse mundo nos apresenta, a música é a que mais está presente na minha vida. O fato de andar com o celular ligado quase vinte e quatro horas com o Spotify aberto também ajuda, mas o interessante é percebemos que sempre descobrimos bandas, cantores ou cantoras legais. No caso desse post em específico a descoberta musical foi o grupo de K-Pop, BTS, que descobri semana passada. Enquanto assistia vídeos no Youtube acabei deparando-me com um Reagindo à K-Pop e obviamente a minha curiosidade, e o fato de já conhecer um pouco do estilo das músicas, fez-me clicar para assistir ao vídeo que instigou-me ainda mais a conhecer o referido grupo. Bangtan Boys, ou BTS, é um grupo sul-coreano cujo estilo das músicas mistura o K-Pop com hip-hop de um jeito bem único. Composto por Jin, Suga, J-Hope, Rap Monster, Jimin, V e Jungkook, o grupo teve sua primeira música lançada em 2013 e desde então vem conquistando fãs em todo o mundo (inclusive a pessoa que vos escreve). A discografia deles está toda no Spotify e por isso achei interessante deixar logo minha indicação do último álbum WINGS.
Blood Sweat & Tears foi a primeira música e clipe que ouvi e assisti. Logo de cara não pude deixar de notar o quão maravilhosa é a fotografia e os cenários utilizados em cada momento do clipe em questão. A sonoridade do grupo também é algo que chama a atenção logo que ouvimos suas músicas, e o fato de a combinarem com passos de danças muito bem ensaiados, faz com que o resultado final seja lindo.

É indiscutível que as produções sul-coreanas mostram uma qualidade incrível. E isso fica ainda mais evidente nos clipes do BTS. As metáforas são bastante utilizadas, principalmente nos short films que eles produziram pra divulgar as músicas do último álbum lançado. AWAKE é um claro exemplo disso, cuja atmosfera intimista realça a música apresentada.

Fugindo do óbvio e apostando em edições às vezes com um pé no psicodélico, como em Boy Meets Evil, o grupo consegue criar sua própria identidade visual e musical, pois quando comparamos as músicas do início com as últimas lançadas percebemos um amadurecimento bem expressivo.
E por último, mas não menos importante, a música que fez-me apaixonar de vez por esse grupo. Save Me faz parte do disco The Most Beautiful Moment In Life: Young Forever e diferentemente dos outros clipes, possui um ar mais minimalista, mas ainda assim uma coreografia que fez-me falar UOU várias vezes seguidas (inclusive aos 2:51),
BTS sem dúvida foi uma das grande descobertas musicais desse início de ano e com certeza vai ficar na minha playlist por um bom tempo.

Espero que vocês tenham gostado da indicação. Me contem nos comentários se vocês já tinham ouvido falar do grupo e quais foram as suas descobertas musicais mais recentes. Beijos e até o próximo post.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Metas 2017 + TBR Torneio MLV

Oi pessoal, hoje o post é mega especial por dois motivos: o primeiro é porque é o primeiro post de 2017 e o segundo é porque é o primeiro vídeo de uma série que virá nesse novo ano.  E como o próprio título já diz, eu falei um pouco sobre as minhas metas para esse ano que se inicia, além de comentar também sobre a minha TBR (to be read) do Torneio MLV que vai acontecer agora do dia 07 à 21 de Janeiro e que vocês estão prontamente convidadas(os) para participar, pois tenho certeza que irão adorar. No vídeo tentei deixar minha famosa timidez de lado para fazer um vlog bem diferente dos que eu estou acostumada a publicar no canal e confesso que não foi tão fácil, mas com o tempo a gente pode ir melhorando, não é mesmo? 
Espero de coração que gostem e que participem também do Torneio MLV. Beijos e até o próximo post.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

10 penteados para cabelos curtos

Oi pessoal, hoje o post é bem especial principalmente porque estamos na semana mais natalina de todas, e por conta disso preparei alguns posts bem especiais para essa época que a gente ama se arrumar para geralmente ficar na sala de casa rs. No entanto, o assunto principal não é esse, mas sim penteados especialmente escolhidos para aquelas leitoras que, assim como eu, possuem cabelos médios ou curtinhos, e não sabem como moldar as madeixas para as festividades de fim de ano. Pensando nisso recorri ao Pinterest e selecionei dez penteados bem variados e que, tenho certeza, vão deixar vocês amando mais e mais os fios mais curtinhos.
 1. Tranças Laterais: Pode parecer impossível ou que o resultado final não vai ficar tão legal, mas com um pouco de paciência os penteados com tranças laterais acabam tornando-se lindos e bem diferentes, principalmente se os fios forem modelados com ondas suaves.
 2. Ondas "Anos 40": Pode até parecer um penteado mais diferente do que o usual, mas eles dão um charme a mais em cabelos com os fios mais curtos. Caso queira apostar nesse estilo de penteado, mas tenha medo de ficar too much a minha dica é desmanchar um pouco as ondas e prender lateralmente, como nas fotos acima.
 3. Coque/Efeito Molhado: Coque é sem dúvida um coringa no quesito penteado, mas quando combinado com o Efeito Molhado, resulta em um penteado bem moderno e que foge da zona de conforto de qualquer pessoa.
 4. Rabo de Cavalo: Rabo de Cavalo seja alto ou baixo, assim como o coque, é um penteado coringa e o mais rápido de fazer quando as ideias não aparecem. Mas o acabamento dele pode ser o grande diferencial no visual final.
5. Moicano/Meio Preso: Dois penteados totalmente diferentes um do outro, mas que deixam qualquer visual atual. O Moicano para quem tem os cabelos curtinhos dá um visual moderno, enquanto que o Meio Preso complementa o visual mais clássico e meigo.

Difícil dizer qual dos penteados eu gostei mais, porém a certeza que tenho é que penteados para quem tem as madeixas mais curtas não faltam. Qual desses penteados vocês apostariam e qual passariam longe? Me contem nos comentários! Beijos e até o próximo post!